Linhas de Pesquisa

Linhas de Pesquisa

Descrição

Estudo bioquímico-molecular da maturação e senescência de frutas e hortaliças, com destaque para as vias metabólicas relacionadas à síntese e ação do etileno, alterações de coloração e da firmeza de polpa, síntese de açúcares, de compostos voláteis e de alcaloides, e ativação do sistema antioxidante. Alterações na qualidade de frutos e hortaliças frente à ação de estresses abióticos, com destaque para variações térmicas, CO2, radiação UV, estresse hídrico e salino, hipoxia. Caracterização de fitoquímicos: prospecção, quantificação, caracterização e potencial de uso. Conservação de frutos e hortaliças in natura. Processamento de frutos e hortaliças. Qualidade e segurança. Aplicação da nanotecnologia na ciência e tecnologia de frutas e hortaliças, utilizando biopolímeros e compostos bioativos.

Projeto 1. Atributos de qualidade em frutos, frutas e hortaliças: aspectos bioquímico-moleculares, fisiológicos e tecnológicos

O projeto visa atender à demanda de qualificação de profissionais de nível superior que atuam nas áreas de ensino, pesquisa e desenvolvimento em temáticas envolvendo predominantemente o estudo dos mecanismos moleculares, bioquímicos, celulares, fisiológicos e tecnológicos da maturação de frutos, frutas, hortaliças, assim como o estudo de conservação, transformação, padronização, controle de qualidade de matérias-primas, produtos e processos da agroindústria de alimentos.

Projeto 2. Biotecnologia e nanotecnologia aplicadas à qualidade, à transformação e à preservação de alimentos

Avaliação dos efeitos dos estresses abióticos de plantas sobre a genômica e qualidade físico-química e tecnológica dos frutos e hortaliças. O conhecimento gerado contribuirá para a validação de estratégias de biofortificação de alimentos visando o maior acúmulo de compostos com potencial funcional, o que poderá ser valorizado na forma de sinal distintivo. Além disso, o projeto visa estudar a nanotecnologia aplicada a qualidade, transformação e conservação de alimentos. A nanotecnologia tem sido aplicada na área de embalagens bioativas para alimentos, obtidas a partir de fitoquímicos de frutos e hortaliças com ação bioativa, tal como atividade antimicrobiana, antioxidante e antitumoral, além da caracterização, produção e aplicação de nanofibras, nanocápsulas, nanocristais e nanocompósitos obtidos a partir de biopolímeros.

Saiba mais em:
lacem-ufpel.wixsite.com/lacem-en

Descrição:

Manejo tecnológico das operações de pré-armazenamento e armazenamento de grãos sobre parâmetros industriais, tecnológicos e de consumo de grãos; Melhorias em processos industriais e desenvolvimento de produtos derivados de grãos; Manejo de produção de grãos e qualidade industrial

Projeto 1. Manejo tecnológico das operações de pré-armazenamento e armazenamento de grãos sobre parâmetros industriais, tecnológicos e de consumo de grãos

Estudo e desenvolvimento de sistemas e métodos de secagem. Princípios, métodos e sistemas de armazenamento de grãos e derivados. Avaliação de perdas quantitativas e qualitativas na pré e pós-colheita de grãos. Estudo de condições de pré-processamento e industrialização de arroz, trigo, aveia, milho, feijão e soja. Parboilização de arroz. Geração de novos produtos a partir de frações obtidas de grãos (amido, beta-glicanas, isolados proteicos, peptídeos e compostos bioativos). Avaliação e desenvolvimento de sinais distintivos em arroz e soja. Avaliação e controle de contaminantes em grãos e derivados. Avaliação e auxílio no desenvolvimento de variedades especiais de arroz.

Projeto 2. Melhorias em processos industriais e desenvolvimento de produtos derivados de grãos

Estudo de condições de pré-processamento e industrialização de arroz, trigo, aveia, milho, feijão, soja, mamona e girassol. Determinação de condições de tratamento hidrotérmico para cultivares de arroz irrigado e de sequeiro. Aperfeiçoamento das condições de encharcamento e autoclavagem do arroz. Estudo de condições de beneficiamento de aveia. Condições de moagem do trigo e avaliação de variáveis de qualidade de farinhas. Geração de novos produtos a partir de frações obtidas de grãos (amido, beta-glicanas, isolados proteicos, compostos fenólicos). Aproveitamento de sub-produtos. Melhorias em métodos para o controle da qualidade nas indústrias.

Projeto 3. Manejo de produção de grãos e qualidade industrial

Estudo de condições de semeadura, adubação, tratamento fitossanitário e colheita sobre a qualidade industrial de grãos de arroz, feijão, milho, soja, trigo e canola. Efeitos do local de cultivo sobre a qualidade de grãos. Estudo da qualidade industrial de grãos em função da cultivar. Avaliação e desenvolvimento de sinais distintivos em arroz. Avaliação de contaminantes em grãos e derivados. Avaliação e auxílio no desenvolvimento de variedades especiais de arroz.

Saiba mais em:
www.labgraos.com.br
wp.ufpel.edu.br/sensorial/

Descrição:

O grupo de trabalho começou a ser estruturado no ano de 1999, tendo como base física o laboratório de microbiologia do dcta/faem/ufpel. As principais pesquisas em andamento envolvem trabalhos de caracterização e identificação bioquímica e molecular de listeria monocytogenes e estafilococos coagulase positiva. Atualmente, as pesquisas estão voltadas para caracterização molecular de bactérias; detecção molecular e imunoenzimática; diversidade genética das cepas isoladas; genômica; trancriptômica de bactérias patogênicas de importância em alimentos; isolamento, caracterização, metabólitos e aplicação de bactérias ácido-lácticas como probióticas e culturas iniciadoras em alimentos.

Projeto 1 - Identificação e caracterização molecular de Listeria monocytogenes e Estafilococos Coagulase Positiva em alimentos

O projeto apresenta os seguintes objetivos: a) isolar e identificar L. monocytogenes em alimentos e no ambiente de plantas de processamento de alimentos; b) avaliar a diversidade genética das cepas de L. monocytogenes isoladas; c) estudar os mecanismos de virulência nas cepas isoladas; d) estudar os mecanismos envolvidos na formação de biofilmes; e) identificar marcadores moleculares visando a detecção desse patógeno em alimentos; f) desenvolver um método baseado em IMS-PCR pra detecção de L. monocytogenes; g) identificar marcadores moleculares visando a diferenciação entre três espécies de Estafilococos coagulase positiva (S. aureus, S. hyicus e S. intermedius); h) desenvolver um método molecular, baseado em PCR, para diferenciação dessas três espécies; i) padronizar método molecular de detecção de enterotoxinas estafilocócicas diretamente em alimentos; j) estudar os mecanismos de virulência nas cepas isoladas; e k) avaliar a diversidade genética das cepas isoladas.

Projeto 2 – Bactérias ácido-lácticas - isolamento, caracterização, metabólitos e aplicação em alimentos

O projeto apresenta os seguintes objetivos: isolar e caracterizar Bactérias Ácido-Lácticas (BAL) de alimentos; identificar por técnicas bioquímicas e moleculares as culturas de BAL isoladas; avaliar o potencial probiótico (in vitro, in situ e in vivo); avaliar a síntese de folato, avaliar o potencial e como culturas iniciadoras em produtos lácteos e cárneos; detectar a atividade antagonista de BAL em relação a microrganismos patogênicos e deteriorantes e purificar e caracterizar compostos com ação antimicrobiana.

Projeto 3. Bioprocessos e valorização de resíduos agroalimentares

O projeto visa produção biotecnológica, análise, modificação química e aplicação de biopolímeros microbianosespecialmente xantana e PHB; biossorção de contaminantes, produção de probióticos, extração e aplicação de compostos bioativos; produção e aplicação de filmes biodegradáveis na tecnologia de alimentos. Desenvolvimento de produtos e processos para valorização de resíduos agroindustriais.

Saiba mais em:
www.ufpel.edu.br/faem/dcta/micro
lpoa.webnode.com/